Notícia

Arquiteto propõe 'hackear' áreas urbanas com arte, paisagismo e iluminação
Precisamos usar tecnologia e design para tornar cidades mais fraternas, disse o arquiteto Guto Requena - Crédito: Produtora Nova Ideia

Arquiteto propõe 'hackear' áreas urbanas com arte, paisagismo e iluminação

quinta, 08 de novembro 2018
Guto Requena diz que é possível tornar cidades mais fraternas com tecnologia e design aliados à arquitetura
Será que é possível viver em uma cidade mais fraterna, onde as pessoas estejam mais nas ruas, tenham mais educação, vivam mais em coletividade? Essa é a investigação e inquietação de Guto Requena, arquiteto nada convencional da Guto Requena Estudio. A resposta, segundo ele, é sim e passa pela arquitetura.  

“A tecnologia tem um potencial de unir gente e não de afastar. Sou um arquiteto e ativista da empatia”, disse Requena ao participar do Mercado das Indústrias Criativas do Brasil (MicBR) nesta quinta (8). Com um histórico de projetos que unem tecnologia e design para criar cidades fraternas, o arquiteto cita a ocupação dos espaços do Minhocão e Avenida Paulista, em São Paulo como movimentos de transformação que derrotaram a cultura do medo. "A rua é de todo mundo", ressaltou.

Ao participar do painel sobre “Arquitetura e Tecnologia para Cidades Fraternas” no MicBR, Requena foi categórico: "temos de hackear a cidade". O termo tem um significado mais simples e positivo do que parece. Significa tomar a cidade com arte, paisagismo, iluminação para as pessoas terem mais empatia com o lugar. Autor de diversos projetos em fachadas de prédios e mobiliário urbano na capital paulista, sonha em alcançar a periferia de São Paulo. "A empatia transforma." 

O arquiteto diz que é preciso abandonar a cultura do novo porque a tendência é trocar, consertar e confeccionar. “O mundo não precisa de mais cadeiras”, afirma. As investigações de seu estúdio, contou, indicam que o mundo está se desmaterializando e desterritorializando. Hoje, o lar se relaciona menos com o espaço da casa. “Você leva a casa dentro de você e constrói uma rede de afeto”, conclui.

MicBR
Para quem se interessa pelo assunto, o evento ainda tem painéis como “Experiências de inovação para uma educação conectada” e “Educação superior na economia criativa” na agenda desta sexta-feira (9). Confira a programação completa no site mic.cultura.gov.br.

O MicBR é organizado pelo Ministério da Cultura (MinC) e pela Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (Apex-Brasil), em parceria com a Organização de Estados Ibero-americanos (OEI).

Plantão de Imprensa 
Data: de 5 a 11 de novembro
Contatos: (61) 99838.1583 / (11) 98652.6419 
Local: Centro Cultural São Paulo (Rua Vergueiro, 1000), São Paulo-SP